quarta-feira, 9 de março de 2011

Confiança no Senhor!

“... Esforçai-vos e animai-vos, não temais, nem vos espanteis diante deles, porque o Senhor, vosso Deus é convosco, não vos deixara nem vos desamparará. Dt 31.6.”

No nosso dia-a-dia, enfrentamos muitas coisas que vão enfraquecendo-nos espiritualmente, e raramente percebemos que isto está acontecendo, ficando assim vulnerável aos ataques do inimigo de nossas almas.

É comum muitas vezes, passarmos por momentos em nossa vidas, que ao olharmos para nós mesmos, e percebermos um vazio, uma necessidade de algo que não sabemos o que é, não vemos nenhuma saída, não vemos nada que possa nos levar para algum lugar, e nem mesmo um alivio para as nossas ansiedades.

A correria da vida diária, nos faz tirar nossos olhos do foco principal, Jesus Cristo, e quando vemos, já ouve o tão falado, esfriamento espiritual.
Perdemos muitas vezes, a total vontade de reagirmos a essas aflições da vida, e a confiança que tínhamos em Deus, derrepente desaparece dando lugar ao medo, ansiedade, fraqueza, etc...
Nossa vontade muitas vezes é aquela de ficarmos quietos num “canto” vendo tudo acontecer, é quando nos deparamos numa situação que todo cristão deveria passar, somos guiados pelo Espírito Santo de Deus até à Sua Palavra e o próprio Deus nos mostra o verdadeiro refrigério para nossas almas.
Deus através da Tua infinita misericórdia (Lm 3.22), nos leva em uma rica e maravilhosa viagem pela Tua palavra, para então nos mostrar que Ele está conosco para sempre (Jo 14.16).O texto acima citado, Dt 31.6, dá-nos uma grande promessa para as nossas vidas. Deus está conosco, não nos deixará e também não nos desamparará, mas para isso existem algumas condições colocadas pelo Senhor, que o versículo nos propõem  para analisar –mos. Vejamos quais são:
Primeira condição
  • Esforçai-vos
Muitas vezes, achamos nossa condição cômoda demais, e queremos que tudo caia do céu, ou seja, não queremos nos esforçar, queremos tudo de “mão beijada”, tudo fácil, mas vemos que as coisas não são fáceis assim temos que lutar para conseguirmos alguma coisa, imaginamos uma situação, já pensou se José do Egito não tivesse se esforçado quando seus irmãos o venderam, se ele tivesse desistido, sua linda historia não teria sido escrita. O esforço de José junto com sua fé e amor por Deus, foi o que o fizeram vencer. Referência: – Dn 11.32, Js 10.25, Js 1.6-7
Segunda condição
  • Animai-vos
Quando estamos passando por lutas, ah é um verdadeiro “Deus nos acuda”. É raro olharmos para um irmão que esta passando por lutas e ele esteja jubiloso, muitas vezes, seu semblante esta abatido, e seu animo já era. Vejamos então Js 10.25, que nos fala que é Deus quem está a frente do nosso combate, mas para isso, temos que ter ânimos, vontade, desejo para que isso aconteça. Referência: Mt 14.27, At 27.22, At 28.15
Terceira condição
  • Não Temais
O medo nos afugenta, quando nos deparamos com uma situação que nos causa medo, temor, ficamos parados, com uma tendência muito grande de voltar, de recuar. Um exemplo bem claro disso, foi quando Elias, após ter matado os profetas de Baal, ficou amedrontado por causa de Jezabel, e chegou ate a se esconder. O próprio Deus tratou com ele, mostrando que tinha algo mais para com a vida de Elias, e que ele não podia ficar ali. (1 Re 19).
Temos que ter outra reação, reagir de uma outra forma. Ao olharmos o grande exemplo na Bíblia, Daniel. Imaginemos que ao ser decretada a sentença de que ele seria “jogado” na cova dos leões, a cena de Daniel gritando, correndo ou ate mesmo em silencio, mas com um grande medo invadindo o seu coração. Mas não foi isso que aconteceu, quando Daniel ficou sabendo que ele iria para a cova dos leões, ele “apenas” orou a Deus. Com certeza, Daniel ficou apreensivo, mas não deixou o medo tomar conta de sua alma, (2 Co 7.5) antes disso, confiou no Senhor. Referência: Is 41.10
Quarta condição
  • Não Espantais-vos
Quando analisamos a palavra espantais-vos, logo imaginamos algo com que depararemos e nos trará espanto, nos assustará. Nosso Deus é maravilhosamente incrível, Ele já nos pede para não nos espantarmos, pois, Ele vai agir com grande poder e grande gloria em favor das nossas vidas, ou seja, ele ira fazer um grande milagre, e será tão grande, que até mesmo, nós que somos Teus filhos, que andamos com Ele (Jö 42.5), ficaremos espantados.
Quem já não teve a experiência de pedir algo ao Senhor, e quando Ele nos dá, dizemos: “ – ah, eu não acredito que Deus me deu...”, nos espantamos e acabamos em novamente colocar duvidas no mover de Deus. Por isso, não podemos nos espantar com o agir de Deus.
Quando Moises nomeou Josué para ser seu sucessor (Dt 31.1-8), uma das palavras que ele próprio disse para que Josué foi que não se espantasse.
Imaginemos a cena, Deus manda Moises levantar a sua vara, estender a sua mão sobre o mar e fendê-lo para que o povo de Deus atravessa-se o mar, e ainda por cima com os pés secos (Ex 14.15-16), já pensou se Moises ao ver o mar se abrindo se espantasse, talvez ele estaria correndo ate hoje de medo, mas ele sabia o Deus que ele cria, e sabia que Ele é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo que pensamos ou pedimos (Ef 3.20). Referência: Js 1.9, Sl 27.1, Jr 1.8
Sei que já ouvimos a frase “temos que tirar nossos olhos das dificuldades”, inúmeras vezes em nossos cultos e reuniões, mas temos que aprender a ouvir, crer e colocar em pratica essa realidade, Deus não trabalha em meio às nossas duvidas. Se quisermos ver a Sua gloria temos que acreditar, e para acreditar temos que nos esforçar, nos animar, não podemos temer e nem muito menos nos espantar. É difícil as vezes o próprio Jesus disse que não seria fácil (Mc 6.50), mas também  não quer dizer que será impossível. Deus não nos tira da porta da fornalha ardente, Ele nos tira de dentro da fornalha (Dn 3.26), Deus não nos livra da cova dos leões, mas faz calar a boca dos leões (Dn 6.22), temos que crer que se o mar não se abrir, Deus nos fará passar por sobre as águas. A palavra que temos que compreender é “confiança”. Confiar em Deus é não olhar para os problemas e tribulações, é saber que embora a dificuldade seja grande, nosso Deus é infinitamente maior. As lutas da vida não podem encher nosso coração de medo. Muitas vezes caímos desfalecidos, preocupados de como será o amanhã, mas o amanhã não cabe a nós resolver, basta a cada dia o seu próprio mal (Mt 6.34).
Paulo, foi um grande homem, que passou por grandes lutas e nos deixou grandes exemplos. Ele mesmo declarou, que tinha aprendido a conviver com a abundancia e com a dificuldade, com a fartura e com a fome, pois ele sabia que podia todas as coisas em Jesus que o fortalecia (Fp 4.13). Imagine uma pessoa deficiente visual, ela tem que confiar na pessoa que esta guiando-a, pois de outra forma, ela não poderá caminhar, comer, etc.Quando entramos num ônibus, raramente conhecemos o motorista, e ainda assim, quando o conhecemos não muda o quadro, temos que confiar, pois é ele que “está” no comando do veiculo. Confiança em Deus, é isso, saber que Ele esta sempre próximo de nós, é acreditar que ele não nos desamparará, a não ser que não venhamos querer estar com Ele, pois sabemos que Deus só tem compromisso, com quem tem compromisso com Ele.
Confiança é isso, compromisso com Deus. Saber que existe um grande Deus no controle de nossas vidas, e que nada de mal nos acontecerá!
“Vale a pena confiar em Deus! Deus é o nosso grande e maravilhoso Pai de amo!”
"Os que confiam no Senhor, serão como o monte Sião, que não se abala, mas permanece para sempre Sl 125.1”
 


Everson Piva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

♥♥ Obrigada por comentar ♥♥

Postar um comentário